BRDE financia investimento no Complexo Eólico de Santa Vitória do Palmar

25/04/2017

A Atlantic Energias Renováveis S/A assinou contrato de financiamento com o Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE) de R$ 230 milhões, para a implantação do Complexo Eólico Santa Vitória do Palmar, no Extremo Sul do Rio Grande do Sul. O total do investimento é de R$ 1,2 bilhão, que conta ainda com R$ 573,1 milhões de capital próprio e debêntures de energia, e mais R$ 449,4 milhões financiados pelo BNDES.
O ato de assinatura ocorreu no início da tarde desta segunda-feira (24), no Palácio Piratini. Os doze parques eólicos do complexo terão potência instalada de 207 MW, capacidade para atender cerca de 400 mil residências, ou 1,2 milhão de habitantes. A Atlantic é a oitava maior empresa do setor eólico no Brasil e o Complexo de Santa Vitória do Palmar é o maior empreendimento do gênero no país.
"Estamos testemunhando um novo momento na geração de energia no Rio Grande do Sul e no Brasil. Este empreendimento da Atlantic, com o apoio do BRDE e do BNDES, é mais um exemplo de que é possível mudar a realidade de toda uma região. Esses novos ventos, que chegam à nossa Metade Sul em conjunto com outros investimentos, representam a transformação econômica e social das comunidades", afirmou o governador José Ivo Sartori.
O CEO da Atlantic, José Roberto de Moraes, afirmou que o complexo possui tecnologia de ponta, sendo produzida no próprio canteiro. "Temos alguns desafios pela frente, como operar os 207 MW ainda este ano. Mas já colhemos bons resultados nesses primeiros três meses de operação. O boletim de março do ONS (Operador Nacional do Sistema Elétrico) apontou o parque de Santa Vitória do Palmar como o mais eficiente do território nacional", comemorou. Moraes também listou os projetos sociais que a Atlantic desenvolve com a comunidade, que vão desde educação ambiental até valorização da história e cultura local.
O secretário de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia, Fábio Branco, afirmou que a assinatura do financiamento é a concretização de um protocolo de intenções firmado há um ano. "O contrato é resultado da política do governo Sartori de criar um ambiente receptivo ao investimento".
O presidente do BRDE, Odacir Klein, ressaltou a parceria com o BNDES, representado no ato pela superintendente da área de Energia do BNDES, Carla Primavera. "Juntos, estamos celebrando o empreendedorismo", ressaltou Odacir.
Desenvolvimento regional
Localizado em 10.424 hectares de áreas arrendadas na Metade Sul, o empreendimento de Santa Vitória do Palmar vai estimular o desenvolvimento da Região. Serão gerados 700 empregos diretos na fase de construção do parque e outros 30 na fase de operação. O investimento também vai contribuir para a redução da emissão de gases do efeito estufa. O prefeito de Santa Vitória do Palmar, Wellington Bacelo, afirmou que o município "sofre uma forte transformação econômica, social e paisagística".

Atualmente o Complexo possui 111 MW em operação comercial. Dos 12 parques previstos, cinco já estão concluídos, com 32 aerogeradores instalados. A previsão é que as obras sejam concluídas ao longo de 2017, e que o suprimento de energia comece a partir de janeiro de 2018.
Somando-se aos parques eólicos de Geribatu, Hermenegildo e Chuí, o empreendimento dará ao Rio Grande do Sul a posição de detentor do maior complexo eólico da América Latina.
A obra
As obras começaram em agosto de 2015 com a colocação dos aerogeradores Acciona, da Espanha, com altura de 120 metros e capacidade de geração de 3 MW cada um. No total, serão 69 aerogeradores de última geração, conectados a três subestações que já estão em operação.
A Atlantic Energias Renováveis atua no desenvolvimento, implantação e operação de projetos de geração de energia elétrica proveniente de fontes renováveis. Sediada em Curitiba (PR), a empresa também opera no Piauí, no Rio Grande do Norte, na Bahia e em Santa Catarina.
Também participaram do evento os secretários de Minas e Energia, Artur Lemos Júnior; do Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, Ana Pellini; e de Políticas Sociais, Maria Helena Sartori.
Acordo de Resultados
O incremento da potência instalada de geração elétrica no estado, faz parte dos indicadores da Secretaria de Minas e Energia no Acordo de Resultados 2017. Assinado por todas as secretarias e vinculadas, o Acordo consiste no acompanhamento dos projetos definidos como prioritários para serem executados pelo governo do Estado. Envolve o planejamento de indicadores de desempenho, ações e eficiência da gestão.
Essa rede de governança prioriza as demandas da sociedade com intuito de construir um governo mais eficiente na aplicação de recursos, mais ágil e menos burocrático, que, de forma transparente, dialogue com a população e entregue serviços de qualidade.

Texto: Mirella Poyastro/Secom e Sylvia Bonjunga/Ascom BRDE
Edição: Denise Camargo/Secom - Foto: Luiz Chaves/Palácio Piratini

Todos os direitos reservados à CODESUL.

Santa Catarina

http://www.sc.gov.br

Paraná- Foto: Joel Rocha

http://www.pr.gov.br

Mato Grosso do Sul- Foto: Chico Ribeiro

http://www.ms.gov.br

Rio Grande do Sul- Foto: Arquivo RS

http://www.rs.gov.br